Entre em contato conosco - Acesse nosso site

Entre em contato conosco - Acesse nosso site
NUTRY UP- (21) 99386-8660

NOSSOS SERVIÇOS

NOSSOS SERVIÇOS
Manual de Boas Práticas, POPs , Treinamentos

Cartilha da ANVISA- para orientação de Manipuladores de Alimentos

Aproveitamento Integral dos Alimentos

Aproveitamento Integral dos Alimentos
MESA BRASIl

Lanchonetes terão que informar valor nutricional dos produtos

domingo, 16 de janeiro de 2011

A partir de 2011, mais de sessenta redes de fast-foods de todo Brasil passarão a divulgar informações nutricionais dos alimentos comercializados. Na embalagem, devem conter obrigatoriamente o valor energético e as quantidades de carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, fibra alimentar e sódio.

A ação é resultado do Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Ministério Público Federal de Minas Gerais e a Associação Nacional de Restaurantes. De acordo com o documento, as informações devem estar legíveis e em locais de fácil acesso pelos consumidores.

Segundo a gerente substituta de Alimentos Especiais da Anvisa, Ana Paula Peretti, o objetivo é promover o consumo consciente de alimentos. "Que eles possam observar mais a ingestão calórica, de nutrientes também. Algumas pessoas têm restrições alimentares e elas teriam essas informações. Por exemplo, em relação ao sódio, em relação à gordura, o quanto que elas tão ingerindo em função do consumo desses produtos", afirma.

Ana Paula Peretti explica ainda que as informações podem vir também nos cardápios, em folderes ou no próprio site da empresa. Os estabelecimentos que assinaram o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) têm o prazo de 180 dias para se adequarem às regras do acordo.



fonte : CRN4 acesso em 16/01/2011

Ovos parte 2- Como escolher ovos, saber se estão bons ou ruins para consumo e como armazená-los

domingo, 9 de janeiro de 2011

Autoras: Lidiane MartinsCarla Andrea( estagiária de nutrição)          

Como escolher ovos, saber se estão bons ou ruins para consumo e como armazená-los 

No momento da compra de ovos, o consumidor deve escolher os que possuem casca limpa e sem rachaduras, a cor da casca não interfere na qualidade sanitária do produto. 
Em casa podemos fazer um teste , por terem a camada de ar aumentada, ovos velhos tornam-se fáceis de identificar já que imersos na água flutuam. Depois de quebrado  também podemos identificar a idade do ovo, quando novo a gema e a clara estão firmes formando uma pequena pirâmide, que ficará mais espalhada a medida que o ovo for envelhecendo, onde  a clara se encontra quase liquefeita e a gema bem dilatada. Outra característica é que o ovo novo tem a casca áspera e fosca, ao passo que o ovo velho a tem lisa e com certo brilho.
Ovos Impróprios  para consumo apresentam alterações de gema e clara (aderentes à casca, com manchas, presença de sangue e embrião desenvolvido; podridão; presença de fungos externa ou internamente; odor e sabor alterado; casca suja, com brilho ou sem capacidade natural dada pelo muco; sensação de conteúdo fluido ao sacudi-lo.

1.       
             Como armazená-los:
Os ovos devem ficar nas partes mais frias da geladeira (prateleiras embaixo) e não na porta, onde a maioria da população está acostumada a armazená-los.


ibliografia:

ORNELLAS, Lieselotte Hoeschl. Técnica Dietética – Seleção e preparo de alimentos. São Paulo, p. 119-121, 125, 2001.

 

2009 ·Nutry Up by TNB