Entre em contato conosco - Acesse nosso site

Entre em contato conosco - Acesse nosso site
NUTRY UP- (21) 99386-8660

NOSSOS SERVIÇOS

NOSSOS SERVIÇOS
Manual de Boas Práticas, POPs , Treinamentos

Cartilha da ANVISA- para orientação de Manipuladores de Alimentos

Aproveitamento Integral dos Alimentos

Aproveitamento Integral dos Alimentos
MESA BRASIl

Sociedade civil Americana pede rotulagem de salmão

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

salmao.jpgSociedade civil Americana pede rotulagem de salmão

Representantes da sociedade civil americana exigiram que a FDA - agência de fiscalização de remédios e alimentos dos Estados Unidos - a exigir que o salmão geneticamente modificado, em análise pelo órgão, seja rotulado, caso seja aprovado para consumo humano. De acordo com esses representantes, trata-se de um direito do consumidor saber que uma modificação genética foi realizada no animal. Para aAquaBounty, a empresa que desenvolveu a espécie transgênica e a submeteu à FDA, o salmão modificado tem sabor, textura, cor e odor iguais ao do peixe convencional.
“É necessário rotular, até porque se há um problema na gôndola é possível rastrear a sua origem”, afirmou Michael Hansen, cientista-sênior doConsumer Union. Ele era um dos presentes na audiência realizada ontem na FDA para compilar sugestões de rotulagem do peixe.
Em documentos divulgados antes da audiência, a FDA concordou com os argumentos da empresa de que não há diferença biológica relevante entre o salmão geneticamente modificado e o convencional, assim como há garantias razoáveis de que o seu consumo não trará malefícios.
Se a FDA aprovar a comercialização de salmão transgênico, será a primeira vez que o governo permitirá animais geneticamente modificados para consumo humano. Críticos, no entanto, têm duas grandes preocupações: a segurança desse alimento à saúde humana e os efeitos do novo salmão ao ambiente. Segundo eles, como esse animal nunca foi consumido antes, poderá incluir alergênicos perigosos.
Ainda não está claro também se os consumidores terão apetite para o novo peixe. A transgenia é amplamente usada para culturas agrícolas, mas o governo americano ainda não tinha considerado permitir animais modificados para consumo. Se aprovado, o salmão deverá estar no varejo em dois anos, segundo estimativa da empresa

Palestra "Alimentação Vegetariana com Equilíbrio"

domingo, 19 de setembro de 2010

O Globo- Dietas com muita proteína e pouco carboidrato aumentam o risco de câncer e de doenças do coração

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Fonte : Jornal o globo  acesso em 17/09/2010


Dietas com muita proteína e pouco carboidrato aumentam o risco de câncer e de doenças do coração
Publicada em 14/09/2010 às 14h26m

O Globo RIO - Trocar o pão e o macarrão pelas carnes vermelhas pode aumentar o risco de várias doenças, principalmente o câncer e as cardíacas. Este é o resultado da análise da dieta de mais de 100 mil pessoas, que mostra que o índice de mortalidade em indivíduos que têm uma dieta muito proteica é 12% maior do que aqueles que preferem consumir mais carboidratos. O estudo, publicado no "Annals of Internal Medicine" de setembro, faz uma análise de duas pesquisas importantes: A Nurses' Health Study, que acompanha mais de 85 mil mulheres, e a Health Professionals' Follow-Up Study, que estuda cerca de 45 mil homens. O levantamento mostrou também que a taxa de mortalidade depende muito do tipo de proteína que é ingerida. Quem seguia uma dieta rica em proteínas de origem vegetal, com leguminosas e castanhas, e com pouco carboidrato rico em açúcar e farinha branca tinha uma chance 20% menor de morrer de câncer ou do coração. Somente aqueles que seguiam uma dieta da proteína rica em gordura animal, com muita carne vermelha e carnes processadas, é que tinham uma chance 14% maior de morrer de problemas cardíacos e 28% maior de morrer de câncer. A médica Teresa T. Fung, uma das coordenadoras do estudo e professora da Simmons College, em Boston, afirma que há cada vez mais provas de que uma dieta rica em carne vermelha não é tão benéfica. - Quem quiser seguir uma dieta pobre em carboidratos deve procurar orientação médica para não exagerar no consumo de proteína animal. Sem dúvida, as pessoas devem se preocupar em comer menos carne.

Evento “Tô no Polo” será realizado entre os dias 17 e 26 de setembro

Fonte: assessoria-Equipe Malagueta acesso em 17/09/2010

"
Seiscentos estabelecimentos de 16 regiões diferentes da cidade vão transformar o Rio de Janeiro em uma grande festa. Promovido por polos gastronômicos, comerciais e turístico-culturais, o  evento “Tô no Polo” será realizado entre os dias 17 e 26 de setembro, em regiões que vão de Paquetá a Barra de Guaratiba, passando pela zona sul, por São Conrado, Barra da Tijuca, Centro, Benfica, Bangu e Campo Grande.
Para movimentar a cidade e atrair a atenção de moradores, visitantes de outras áreas e turistas, os participantes vão oferecer atividades culturais gratuitas das mais diversas durante o evento, dentro e fora das casas integrantes, tais como shows de música, dança e teatro, sessões de cinema, exposições e intervenções artísticas; roteiros culturais e históricos guiados; programas para o público infantil e festivais gastronômicos.
O evento é apoiado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário do Município do Rio de Janeiro (Sedes), pela Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), pela Fecomércio-RJ, pelo Sebrae-RJ e pelo Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio) e tem como objetivo sedimentar o conceito destas associações junto a quem as freqüenta.
“O programa Polos do Rio, que realiza o primeiro Tô no Polo, é o encontro virtuoso entre o poder público e a iniciativa privada. Respeitar as vocações das diversas regiões da cidade, estimular a atividade econômica e consolidar espaços atraentes de convivência para os cariocas e turistas são objetivos desta iniciativa. A revitalização econômica e social do Rio só terá êxito através da parceria de diversos atores”, declara o secretário Marcelo Henrique da Costa.
A expectativa dos empresários é um aumento de até 15% em vendas durante o período de realização. Participam do evento os estabelecimentos reunidos nas seguintes áreas: Lido, Largo de Benfica, Santa Teresa, Jardim Oceânico, Rio Cidade Nova, São Conrado, Paquetá, Botafogo, Novo Rio Antigo, Nova Rua Larga, Tijuca, Praça XV, Jangadeiros, Barra de Guaratiba, Bangu e Campo Grande. Confira a programação no site.

Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Veja o que prevê o decreto da
Política Nacional de SAN

Marcelo Torres
Dia 25 de agosto, durante reunião plenária do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o decreto que instituiu a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PNSAN), prevista pela Lei 11.346, Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (Losan).
O principal objetivo da PNSAN é promover a segurança alimentar e nutricional, para garantir a realização do Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável (DHAA). Para isso, o decreto define diretrizes e objetivos da PNSAN e dispõe sobre a sua gestão, mecanismos de financiamento e monitoramento e avaliação, no âmbito do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).
"A política contida no decreto é o resultado de uma construção gradativa e pactuada entre os vários setores de governo e o Conselho", afirmou Renato. S Maluf, presidente do Consea, no discurso que fez na solenidade.
"Ao mesmo tempo em que programas e ações foram sendo implementados e produziram resultados palpáveis, foram sendo criadas condições institucionais e políticas para chegarmos ao formato da PNSAN como coordenadora de todos esses programas e ações", disse ele.
"O decreto nos dá a perspectiva de ter, em até doze meses, um plano nacional com metas claras e recursos definidos, consagrando o compromisso de todos os setores do Governo Federal e nos credenciando a participar da formulação do Plano Plurianual 2011-2015", revelou.
O presidente do Consea lembrou da necessidade de um pacto federativo para a implementação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). "Vamos buscar a adesão ao Sisan e à Política Nacional de todos os estados e do Distrito Federal, e também de pelo menos 700 municípios onde já existem Conseas instalados. Desse modo, chegaremos na IV Conferência Nacional, que realizaremos em outubro de 2011, em condições de firmar um pacto de gestão pela promoção do direito humano à alimentação adequada e saudável".
A política nacional para o setor estabelece diretrizes para a elaboração de plano nacional, que será elaborado num prazo de um ano. São oito as diretrizes estabelecidas, que estão relacionadas com o acesso à alimentação, a prioridade para as pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, os sistemas alimentares sustentáveis e descentralizados, a educação alimentar e nutricional, o acesso à água e o monitoramento do direito à alimentação, entre outras linhas (veja a íntegra no anexo a esta matéria).
Alguns dos objetivos específicos da PNSAN abrangem a identificação dos fatores da insegurança alimentar e nutricional, a articulação de setores, o respeito à diversidade alimentar, a criação de instrumentos de exigibilidade, a proteção à agricultura familiar e à biodiversidade, o estímulo a sistemas alimentares sustentáveis de base agroecológica e a inclusão da soberania alimentar como política de Estado.




Semana de Alimentação Carioca SAC - RIO 2010- 11 a 17 de outubro


Fonte: CRN-4  acesso em 17/09/2010
Evento acontecerá de 11 a 17 de outubro


A Semana de Alimentação Carioca SAC-RIO 2010 será realizada de 11 a 17 de outubro. O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Município do Rio de Janeiro (Consea/RJ) e entidades parceiras: CRN-4, Anerj, Comitê Flamengo de Ação da Cidadania, Unacoop, Escola Carioca de Agricultura Familiar, Banco de Alimentos – Sesc/RJ, Conabe e Embrapa, com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, da Comissão de Segurança Alimentar da Câmara Municipal e do Ibase, promoverão vários eventos em celebração à Semana Mundial de Alimentação. O tema central será “Unidos contra a fome – Esta luta é de todos nós”.
 

2009 ·Nutry Up by TNB